Ceará

8M

Ações solidárias e programações online marcam o 8M no Ceará

Programação será realizada até o dia 14 de março

Brasil de Fato | Fortaleza (CE) |
A Frente Feminista organizou protestos reivindicando políticas públicas para as mulheres - Giorgia Prates

Mulheres de todas as regiões do Ceará ocuparão as redes sociais digitais ao longo desse mês, na Jornada Nacional Feminista de Lutas. A programação, que vai até 14 de março, marca o 8 de Março, Dia Internacional de Luta das Mulheres. Em meio ao agravamento da pandemia de covid-19, os tradicionais atos de rua organizados pelos movimentos feministas ficarão restritos. Mas isso não significa que as mulheres deixarão a data passar em branco.

“Este cenário não impedirá as mulheres de prestar sua solidariedade a quem precisa, tampouco reforçar a luta por igualdade, em defesa da vida, pelo auxílio emergencial e pelo impeachment de Jair Bolsonaro”, comenta Ozaneide de Paula, secretária da Mulher Trabalhadora da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT). Assim, o tema do 8M em todo o país é “Mulheres em luta pela vida: fora Bolsonaro, vacina para toda população e auxílio emergencial já!”.

Kawara Hellen, do Fórum Cearense de Mulheres, destaca que “o governo Bolsonaro e Mourão, junto com todos os setores que se aliam à sua política de morte, tem se utilizado da pandemia para manter sua estratégia de limpeza social e precarização, submetendo, principalmente, a população pobre, negra, periférica, quilombola, indígena, encarcerada, criminalizada, a um verdadeiro colapso”.

Uma série de lives estaduais estão sendo organizadas pelos movimentos feministas, sindicatos e partidos políticos para dar o recado das mulheres cearenses. Os temas vão desde a conjuntura até a violência contra as mulheres, encerrando com um ato político-cultural que pede justiça por Marielle Franco, vereadora cidade do Rio de Janeiro, assassinada em 14 de março de 2018.

A Jornada Nacional Feminista de Lutas teve início no domingo, 7 de março, com a realização de um ato político-cultural virtual com o envolvimento de organizações, coletivos, partidos e entidades de todo o país

Ação de solidariedade

Uma das principais iniciativas do 8M Ceará é a campanha solidária, que vem sendo construída coletivamente pela rede feminista. As entidades parceiras estão arrecadando alimentos não perecíveis, materiais de higiene pessoal (absorvente, sabonete, shampoo, creme, pasta e escova de dente) e itens de proteção (máscara e álcool em gel). As cestas formadas com material arrecadado serão distribuídas para mulheres em situação de vulnerabilidade social, em bairros de Fortaleza, escolhidos pela Comissão de Solidariedade do 8M Ceará.

“Nós sabemos que nessa pandemia e nesse governo, existem muitas pessoas nas periferias sem emprego, passando necessidades e o nosso povo precisa de alimentos”, diz Vládia Furtado, integrante do Coletivo Estadual de Mulheres do PT Ceará e da Comissão de Solidariedade do 8M Ceará. Além dos pontos de coleta, serão aceitas doações em dinheiro, por meio de débito em conta e via PIX. A campanha conta ainda com uma vaquinha virtual feita para arrecadar fundos para a compra de materiais e alimentos para as cestas.

Serviço:

Ação de Solidariedade do 8M Ceará

Contas para doação:
Centro de Formação Cap. e Pesq. Frei Humberto
Ag.:
3456-8 C/C: 36.416-9 CNPJ: 08.100.262/0001-30 Banco Bradesco

Pix: [email protected]

Link da Vaquinha

Atividades virtuais da Jornada Feminista de Lutas. As transmissões serão feitas pelas páginas da Frente Brasil Popular – Ceará e de organizações parceiras. Mais informações pelo perfil do Instagram do 8MCEComunica.

8 de março (segunda-feira)
18h:
Ato político-cultural 8 de Março Estadual
Lançamento da Campanha de Solidariedade

9 de março (terça-feira)
18h: Live Conjuntura e a luta das mulheres

11 de março (quinta-feira)
18h:
Live Mulheres na luta contra a violência

14 de março (domingo)
16h:
Ato político-cultural 14M: Justiça por Marielle

Edição: Francisco Barbosa